Escola é cultura!

Divulgando para o mundo as atividades culturais da escola.

terça-feira, 17 de setembro de 2013

BILHETE AOS PAIS















Ei,
Mamãe, papai, você que cuida de mim.
Eu sou sua responsabilidade!
Estou na escola agora sob os cuidados de pessoas estranhas, mas confiáveis, que são pagas para ficarem comigo durante um determinado tempo. Eles me dão tarefas para fazer e querem o  meu melhor, disso eu tenho certeza.
Mãe, pai... Quero dizer que não faço as tarefas porque quero ou porque são agradáveis. Muitas vezes são, mas não é por isso.
Faço por você!
Quero que fique feliz com meu aprendizado e com o meu progresso. Você que é muito importante para mim; mamãe, papai...
Se você não se importa comigo: se não olha os meus cadernos, não observa os bilhetes que minha professora manda, se não me ajuda a fazer os deveres de casa, se não cuida do meu uniforme escolar e não sabe o que se passa comigo dentro da escola?
Eu também não me importarei. Fazer para quê? Para quem? Por quê? O que tenho mais a fazer na escola? Não há sentido para mim, prefiro brincar, jogar, conversar, ficar a toa. Minha professora se preocupará, a escola se preocupará, mas e daí, você se importará?
Por favor, papai, mamãe... Preste atenção em mim. Eu existo e quero ser reconhecido, me ajude. Não preciso só de comida e um lugar para dormir. Preciso também do seu carinho, respeito e cuidado, principalmente esse último. Não me troque pelo seu trabalho, eu sei que ele é importante. Mas, e quanto a mim? Também não sou importante para você?
Te amo muito!
Seu filho.